06 desafios na gestão de suprimentos em saúde

Em 2019, o tema da celebração do Dia Mundial de Acreditação, comemorado no dia 09 de junho, é o valor da acreditação para a cadeia de suprimentos. Nas instituições de saúde, no entanto, existem enormes desafios para a gestão eficiente deste setor.

Com a necessidade de maior controle sobre os custos, a gestão de suprimentos ganha importância em serviços de saúde, todavia é desafiadora por envolver múltiplos atores, ambientes externos e interno e tecnologias aplicadas.

As institutições que prestam serviços de saúde mobilizam recursos em benefício do diagnóstico e tratamento de pacientes. Recursos humanos, equipamentos, de infraestrutura, materiais, medicamentos, além de dispositivos e implantes de alta tecnologia. É válido considerar, também, os insumos direcionados aos serviços de nutrição, lavanderia, limpeza, resíduos, tecnologia da informação e transporte.

O principal foco de investimento nas instituições, entretanto, é a adoção de novas tecnologias e técnicas associadas ao contexto técnico-científico, ficando como não prioritários os investimentos em melhorias de processos, o que inclui a gestão da suprimentos.

Aqui, listamos 06 desafios na Gestão de Suprimentos em instituições de saúde:

  1. Ausência de processos e controles para redução da variabilidade, além de ausência ou pouca automação de atividades, o que deixa visível uma cadeia imatura. 
  2. A imprecisão nos tempos das atividades e processos é caractéristica de certos procedimentos, o que dificulta no planejamento e controle.
  3. Carência de estratégias de suprimentos para os subprocessos setoriais, no que poderiam impactar em melhorias de desempenho no todo;
  4. Devido ao alto risco e custos associados à falta, muitos suprimentos são solicitados com objetivo de maximização da sua disponibilidade, ao invés da redução de custos de estoque;
  5. O baixo investimento em infraestrutura de tecnologia da informação impacta na falta de dados de qualidade para integração e eficiência da cadeia, além de colocar em risco a segurança dos dados.
  6. Os custos da cadeia de suprimentos representam mais de um terço das despesas operacionais; 

O uso de ferramentas de gestão, como a Acreditação, devem auxiliar a reduzir os riscos existentes na cadeia de suprimentos, ao melhorar o desempenho nas organizações, reconhecendo os riscos, tratando-os, promovendo avanços e desenvolvendo processos e controles para minimizá-los.

A gestão da cadeia de suprimentos em instituições de saúde e hospitais oferece grande oportunidade para reduzir custos, sem diminuir a qualidade dos serviços. Neste quesito, é preciso considerar os desafios encontrados e a complexidade para superá-los.

Contar com uma assessoria especializada pode ser o caminho para a conquista da Acreditação e, consequentemente, redução de custos na instituição. A Acredite é especialista em assessoria para adequação de instituições de saúde aos critérios e requisitos dos Manuais de Acreditação e Certificação por Distinção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *